Saúde da Pele

Tudo o Que Queres Saber Sobre Proteção Solar

Neste artigo vamos falar de tudo o queres saber sobre proteção solar.

O protetor solar é literalmente aquele produto que é obrigatório em qualquer rotina de skincare. Seja pele seca, mista, com acne, rugas ou manchas, este é o cuidado que nunca pode faltar.

O protetor solar, protege a nossa pele da radiação solar, que é o fator externo que mais danos causa na nossa pele.

É o nosso maior aliado para manter a nossa pele saudável, jovem e bonita.

Por isso hoje reunimos as vossas questões sobre este assunto num único artigo, para que não existam dúvidas quando falamos de proteção solar!

Bora lá desmistificar a proteção solar!

Protectores solares SVR.

1 . Devemos usar sempre protetor solar?

Esta é a questão que mais fazem. E a resposta é obviamente que SIM!

Usar um protetor solar é o melhor tratamento anti-envelhecimento que podemos ter.
Deve ser usado todo o ano, pois o sol não deixa de emitir radiações UV mesmo durante os dias de Inverno.

A radiação UV passa através das nuvens e janelas.

E é um dos fatores externos que mais provoca danos à nossa pele, ela danifica diretamente as células da nossa pele e o nosso ADN e para além disso, estimula a formação de radicais livres que por sua vez vão atacar as células da nossa pele.

E estes danos ocorrem em qualquer altura do ano, por isso protetor solar, sempre!

2. Que danos podem ser provocados pela exposição solar?

A exposição solar não protegida pode ter imensos danos na nossa pele.

Os mais rápidos e por isso, mais conhecidos são os escaldões e as queimaduras solares.

Mas a exposição solar também provoca o envelhecimento prematura da nossa pele, destrói o colagénio da nossa pele e danifica as estruturas de apoio da pele, tornando-a flácida e aprofundando as rugas.

Também provocam irregularidades na tez e alterações na nossa pigmentação.
A consequência mais grave da exposição solar não protegida é obviamente o cancro na pele.

Exemplo de um protetor solar com componente anti-envelhecimento precoce.

3. O que significa o valor do FPS?

Esta é aquela questão para 50 milhões, porque todos falamos no FPS e todos os protetores solares têm o FPS em números bem grandes na embalagem mas afinal o que significa o FPS ou em inglês o SPF.

O FPS significa fator de proteção solar e é simplesmente a medida da capacidade de proteção de um protetor solar contra as radiações UV.

Assim este valor é um indicador teórico da quantidade de tempo que pode permanecer ao sol sem se queimar.

Como medimos essa quantidade de tempo?

Basicamente se sem qualquer proteção nós demoramos 10 minutos para a nossa pele começar a queimar e a ficar vermelha então com um protetor com FPS 30, vamos demorar 30 X mais, ou seja cerca de 300 minutos.

E assim sucessivamente para os outros FPS.

Como é óbvio esta conta não é tão linear porque aqui interferem outros fatores como a quantidade de produto aplicada, a localização, a altura do ano, etc.

O ideal é que opte sempre por um protetor de largo espectro, que ofereça proteção contra os raios UVA e UVB e com um FPS maior para permitir uma proteção durante mais tempo e sem necessidade de reaplicar muitas vezes.

4. O que são raios UVA e UVB?

Outra questão que nos fazem é a diferença UVA e UVB.

Basicamente a luz do sol contém uma mistura de vários comprimentos de onda de luz diferentes.

Temos a luz visível, a luz ultravioleta e a radiação de infravermelho.

Apesar de a luz visível e os infravermelhos também causarem danos na nossa pele, pois geram radicais livres que contribuem para o envelhecimento da pele, a luz ultravioleta é a maior responsável pelos danos na nossa pele.

Dentro das radiações ultravioleta as UVC  ficam retidas na camada do ozono e as UVA e as UVB atingem o solo e produzem efeito na nossa pele.

As UVB apesar de serem em menor percentagem são muito energéticas. São as radiações responsáveis pelo nosso bronzeado, pelos escaldões e queimaduras solares. Podem também provocar reações alérgicas e cancro da pele.

As UVA são o tipo de radiação predominante e são capazes de atravessar nuvens e até mesmo janelas!

Estas radiações têm um comprimento de onda maior e têm uma maior capacidade de penetração na nossa pele, penetram mais profundamente chegando a alcançar a derme e afetando a nossa pele de uma forma mais longa no tempo.

Assim podem passar anos expostos às radiações UVA sem notar o efeito que estas estão a ter na vossa pele.

Estas são as radiações indolores e provocam o  envelhecimento precoce da nossa pele, provocam as intolerâncias solares, as desordens de pigmentação e o cancro da pele.

Assim é importante que escolham um protetor solar de largo espectro que vá proteger a vossa pele de ambos os tipos de UV.

5. O que são protetores solares físicos (minerais) e químicos?

Outra dúvida comum é a diferença entre protetores solares minerais e químicos.

Basicamente os protetores químicos contêm filtros químicos, como o nome indica, que vão actuar como filtros na nossa pele e reduzir o nível de radiação UV que penetra na pele.

Estes protetores demoram cerca de 20 a 30 minutos para começarem a fazer efeito após a sua aplicação, por isso devem ser aplicados antes da exposição solar.

Por serem absorvidos pela nossa pele este tipo de protetor solar pode mais facilmente provocar reações alérgicas.

Já os protetores solares físicos ou minerais são produtos que contem uma substancia (normalmente dióxido de titânio ou oxido de zinco) que fica na superfície da nossa pele e bloqueia fisicamente a radiação UV.

Os protetores solares minerais são os melhores para quem tem uma pele extremamente sensível à radiação UV, para peles atópicas e crianças até aos 3 anos, cuja pele ainda não atingiu uma maturidade que lhe permita a aplicação de um protetor químico.

Nestes protetores não existe absorção de nenhum produto químico e  também começam a funcionar logo após a aplicação, logo conferem uma proteção imediata.

As desvantagens são que por se tratar de um filtro físico que fica na superfície da pele as suas texturas não são tão confortáveis e conferem um aspecto branco à nossa pele. Mas podemos dizer que cada vez mais o mercado está a melhorar neste aspecto.

Exemplo de um protector solar com cor e filtros minerais.

6. Devo aplicar o protetor solar várias vezes?

Sim, como vimos quando falamos do FPS dos protetores solares, este apenas nos indica o tempo que a nossa pele está protegida após a aplicação, e este tempo não é infinito.

Por isso devemos reaplicar o protetor solar tantas vezes, quanto mais baixo for o seu FPS.
Devemos também reaplicar depois de sair da água ou de transpirar (no final de alguma atividade física mais exigente).

7. Posso usar o mesmo protetor solar para rosto e corpo?

Poder, podem. Mas não aconselhamos esta prática.

Os protetores solares de corpo são normalmente formulados com ingredientes adequados à pele do nosso corpo sem ter em conta o nosso tipo de pele. São normalmente mais pesados e podem não ser adequados a quem tem por exemplo uma pele oleosa ou mais sensível.

Além disso os protetores solares de rosto contém já na sua formulação ingredientes específicos ao tipo de pele que os torna mais benéficos do que os corporais.

Podem ter protetores que ajudam a controlar a produção de sebo numa pele oleosa ou por exemplo a manter a hidratação numa pele seca.

As formulações de corpo não são adaptadas para utilizar no rosto.

8. Como escolher o protetor solar ideal?

Agora depois de saberes tudo sobre protetores solares, deves procurar o protetor ideal para ti.

O teu protetor ideal deve ser adaptado ao teu tipo de pele. Existem no mercado formulações para todos os gostos e de todos os feitios.

Se tens uma pele seca deves optar por formulações mais ricas como os cremes. No caso de teres uma pele mista, deves optar por um protetor solar fluido como uma emulsão. Para as peles oleosas ou com acne já existem no mercado opções fantásticas, normalmente em fluidos ou gel-creme, que ajudam a controlar a produção de sebo ao mesmo tempo que conferem proteção solar.

Para as adeptas de produtos com cor existem também os protetores com cor que uniformizam a tez e até disfarçam imperfeições, nesta categoria existem algumas opções de protetores solares minerais fantásticos para peles sensíveis ou atópicas!

Resumindo não existem motivos para não usar protetor solar!

Esperámos que este artigo seja uma ajuda na próxima vez que tenhas de escolher um protetor solar e que já saibas tudo o que querias saber sobre proteção solar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *